segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

7 meses


E chegaram aos 7 meses no dia 24, xasus…. O tempo passa, ainda no outro dia mal me podia aguentar sem estar 10 minutos deitada de meia em meia hora mais ou menos, não chegava ao fogão… e andava ao limite emocionalmente… a pensar que nada ia dar certo… depois vocês vieram e… bem, penso que por vocês tudo deu certo! O mundo sorriu finalmente e … transformou tudo.
Então vocês…. Minhas pequeninas, Vi e Pan, com 7 meses estão tão diferentes.
Vi, és uma mimocas, abraças, dás miminhos tens um sorriso lindo, e uma goela, upa upa menina, ouve-se do outro lado do mundo e quaaaaaaaaaase que ficas sentadinha sozinha… mas como queres mexer as pernocas cais pra tras… Levas tudo à boca, danças e cantas (à tua pequenina maneira LOL, há vídeos gravados com o telemóvel) e gostas de ver bonecos… mas adoras que conversem contigo! O banho… hehehe, o banho é o momento de alegria ao expoente máximo, o que tu gostas do banho e de molhar tudo e todos….hahahaha, já dormes quase 5/6 horas de noite… e és linda
Pan, minha ultima descendente e minha lindona, o teu sorriso é contagiante, tão linda e fofinha que és, adoras brincar com determinados bonecos e roubas à mana Vi se ela os tiver hehehe, aliás tu tiras-lhe tudo a quanto chegares… vai ser bonito vai… és uma berrona, queres comer berras, queres dormir berras, mas passa rápido queres mimo, e és mimocas também mas mais brutinha nos mimos hahahaha, és uma mexerica, viras-te para buscar coisas, um perigo, adoras estar deitada no tapete a brincar, o banho, como para a mana, para ti é galhofada total, TUDO molhado… palras muito, imenso mesmo, comes bem, se bem que ultimamente tem que se intercalar a colher da fruta no meio da sopa e tu já demonstraste que tás crescida porque quando vai à sopa é berreiro lolol… já dormes bem também e és linda
Nestes últimos 7 meses custou a separação, a volta ao trabalho, mas mesmo dormindo pouco, mesmo sendo uma trabalheira que uma pessoa sai a meio da tarde do trabalho e só para lá para junto das 22/23, vale tão a pena, e mais ainda quando o vosso papá é o outro sol dos meus olhos e me faz sorrir mesmo quando me apetece partir tudo, Gee amo-te com tudo o que sou… LOL isto é casamento, isto é família, e é isto que eu quero que vocês vejam, que família, família não é só estar a viver na mesma casa, é apoio, sorrisos, mimos, galhofa, segurança, ninho e estar lá SEMPRE!!!

Feliz mesiversário minhas lindonas mais pequeninas
Mama babadona

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Fim-de-semana em grande


A mama apanhou uma mastite, ainda bem, não o carocito não era nada de grave… medicação e vai ficar melhor de certeza.
Este fim-de-semana, como tínhamos que ir a Guimarães, e a viagem seria muito cansativa para as bebés, levámos só a Matildinha, deixámos as pinipons na avó Binha e lá fomos os três, tempo de qualidade, só para ela.
No sábado já andava toda eléctrica que íamos passear, mas preocupada das manas não irem LOL.
A viagem correu bem, acabou por dormir metade do tempo SEMPRE agarrada à sua mala de médica, ao seu computadorzito e à sua carteirinha…
O sábado foi em grande, as coisas que íamos tratar não correram pelo melhor mas valeu bem a pena pelos momentos com ela a três, chegou exausta mas feliz… como nós.
No domingo a mama pegou nas três metralhinhas e como o papa tinha que descansar porque trabalhou de noite, fomos para a vó Clara. E quem estava cá? A prima Docas hehehehe, encontrámo-nos no centro comercial, foram as duas brincar para o espaço de crianças que lá há e a mama, a titi, o tio e a vó com as pinis andámos no centro comercial.
Depois casa dos vós…. E não se dormiu por lá, a habitual sesta de fim de almoço só foi para as pinis, pois as primas maiorzitas sempre na galhofa, gostam tanto uma da outra, mas funcionam como duas crianças normais, a guerrear brinquedos e depois a fazer as pazes, uma com três outra com quatro, não é fácil, mas é de certeza uma animação.
E agora no final deste fim-de-semana, precisava de um fim de semaninha só com o papa…

Relatos de uma mamã babada de um fim de semana exaustivo, mas feliz.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O que importa afinal?


Queridas filhotas, o nosso povo realmente, neste tempo dos papás realmente assusta… vibram e engrandecem-se com questões futebolísticas, lutam pelo seu clube, selecção ou jogador do ano, mas acabrunham-se e silenciam-se quando o estado lhes rouba tudo e mais alguma coisa.
Ontem o Cristiano Ronaldo, jogador português que tem espalhado o nome de Portugal por todo o mundo (lá vai ele para o Panteão também quando bater a bota) foi considerado o Bola de Ouro, melhor jogador do mundo basicamente… o Eusébio, jogador nacionalizado português faleceu há uma semana e pico e espalhou também ele o nome de Portugal pelo mundo na sua época (dos avós) e o povo é sobre isto que se tem debatido nas ultimas semanas, antes foi a passagem de ano, antes o Natal… e entretanto o Governo tem aprovado medidas que nos fazem bradar aos céus e pensar seriamente que raio de nome tem Portugal, que se vê comido por quem o Governa mas que só luta a sério pelos seus ídolos que ganham milhões (o Eusébio não deveria ser tanto) … e fica impávido e sereno a ver-se ficar com cada vez menos???
Fico possessa com esta inversão de valores, e espero sinceramente, que apesar de vocês terem uns papás com espirito aberto e bastante adaptáveis ao progresso, entendam quando nós vos EDUCARMOS para serem PESSOAS e não autómatos que só reagem ao que não interessa…
Este sistema político não vale nada, é uma porta giratória onde cada um que passa vai enchendo os bolsos, e quando sai vai dirigir as empresas que antes tutelou no governo, para mais tarde voltar para tutelar uma outra área de interesse pessoal… enveredar na cena política por patriotismo e amor ao país já era… agora é por puro interesse pessoal, bem dizia o Salazar, “não troco de ministros porque estes já roubaram tudo o que tinham a roubar”… (ou algo do género)
Filhotas, espero que quando crescerem o papá e a mama já tenham ganho o euromilhões, ou já tenha havido uma mudança qualquer ideológica neste país… e não tenhamos que pensar em ir para fora do país para podermos SER… porque este país está cheio de gente que prefere PARECER…

Mama babada e chateada com o povinho…

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Apoios e o estado das coisas


E andamos de momento a procurar entre amigos e conhecidos coisinhas para as bebecas, porque é um desperdício gastar dinheiro quando temos quem gosta de nós a disponibilizar, pelo que, pelas amigas Né e Margarida já conseguimos as cadeiras de alimentação J.
Elas usam muita roupinha azul que nos deram… “ah não que elas são meninas” as if…. Ou como dizem os nossos amigos do Porto “às onze no farol”…hehehe, elas hão-de usar as cores todas do arco-iris e mais que haja… e ficam lindas em todas J

Mas de que falamos afinal, falamos de apoios, apoios familiares, de amigos e o importante hoje em dia apoios financeiros….
Pois que por causa de uns euritos, e quando falo euritos, é coisa de 2/3 €, não conseguimos abono para as gémeas, é facto que a Tilda não está no nosso agregado familiar, mas as despesas dela não é só o pai a pagar, e sim, no IRS isso reflectir-se-á, mas e durante o ano? Durante o ano, os ditos “escalões” não têm em conta que não somos só 4 a alimentar, vestir, sustentar… e os apoios são zero. Eu e o papa temos que trabalhar, por isso as meninas têm que ir para a escola, só delas é quase um ordenado mínimo, sem contar com alimentação, e fraldas das mais pequenas….é o degredo viver neste país com filhos!!!
Depois sabemos de “estórias” de algumas etnias (desculpem a xenofobia aparente) que se vão queixar à Segurança Social porque os três mil e tal euros que têm que receber do Estado (abonos, subsídios e afins) ainda não chegaram e já passa do dia 23…. Arre FDX que uma pessoa deita as mãos à cabeça e só tem que se passar de verdade, quer dizer, anda o contribuinte a fazer tudo direitinho para NÃO PERTENCER AO ESCALÃO e vêm estes indivíduos que não declaram nada, receber mais do dobro à nossa custa, à custa dos nossos descontos!!!

Fico piursa, só me apetece rebelar-me neste país de gatunos e corruptos e sair daqui!
Estou triste, triste porque não posso viver bem no meu próprio país e não posso dar tudo o que queria às minhas filhas todas, queria poder ajudar a filhota a tirar a carta, a pipoca a ter uma bicicleta em condições (isso não é assim tão inviável), as gémeas a crescerem num país com futuro… mas não dá… não dá para tudo, porque por 2/3 euros já somos ricos neste país… e não temos direito a apoios.

Filhas minhas/nossas… escrevo este desabafo porque espero, quando vocês lerem isto já nem imaginem o que é viver nestas condições de corrupção insalubre neste país, onde os ricos ficam mais ricos e os pobres mais pobres, onde o político é mentiroso e tem meia duzia de “boys” a lamberem-lhe as botas mas a receber ordenados incompatíveis com a realidade do país, e para que saibam que o papa e a mama deram o litro e (esperamos) não tivemos que abandonar a nossa terra para termos todos mais estabilidade… mas que tenham a certeza que o que não faltou foi alegria e felicidade… porque aqui nesta casa são coisas que não faltam!!!

Mama babada, mas hoje desanimada!

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Vacinas dos seis meses e pesos

Pois que as pequeninas foram à consulta dos seis meses ontem, e apesar de já todos sentirmos que a Pan estava mais pesada, os dados vieram constatar isso mesmo.
A Esperança, que nasceu com 1.9 Kg e diminui para os 1.7 nos primeiros dias, e com apenas 43 cm, neste momento está com 6.980 e 55.1 cm, contrastando com a mana Victória que tinha nascido com 2.4 e 46 cm e agora está com 6.560 e 54.8 cm, ou seja a mais piwizinha ultrapassou a mana :) também come mais do que ela :)
Bem, nas vacinas, que custaram aos papás os olhos da cara, continuo sem entender porque raio não são comparticipadas se são tão importantes para os nossos bebés, ter filhos neste país é um atentado, depois querem aumentar a Natalidade... bem nem vou entrar por este tema senão deixo aqu iuma dissertação..., como dizia, nas vacinas, três para cada uma (tadinhas) portaram-se bem, a Pan chorou um poucquito mais e tal, mas já estava aborrecida de tanto exame, e ao final da tarde a Vi fez febre, 38.8, benuron, banhinho e upa... ficou melhor!
A médica diz que normalmente a Neonatologia as acompanha até ao no de idade, mas que provavelmente serão dispensadas das restantes consultas (vão dia 14 à dos 6 meses)  pois estão optimas e grandes :) reflexos a topo, desenvolvimento fantástico :)
E pronto, ainda mamam de noite, infelizmente (muita pena da mama) só biberon, ao inicio da noite e no inicio da manhã/madrugada, e estão bem e lindas!
Kisses
Mama babadíssima

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Palrar e fim de ano

E pois que entro na sala, enquanto as pinipons estão nas suas espreguiçadeiras e a Pan diz MAMÃ… ok… se calhar não era mama mesmo, foi algo ligeiramente parecido, a mana Nana concorda porque de imediato a chamei (ela passa a maior parte dos fins de semana connosco e que ajuda grande ela dá… muito orgulhosa de ser mãedastra desta pequena grande jovenzinha) e com o telemóvel logo filmei a tentar que ela repetisse igualzinho para mostrar ao papá que estava a trabalhar (gravo tudo o que consigo, não quero que perca nada, já bem basta o que perdemos por elas estarem na escolinha e nós estarmos no trabalho), repetiu mais ou menos e o papá disse que se calhar até foi isso que disse….ORGULHOSÍSSIMA… hehehehe, não voltou ainda a repetir…. por mais que insistíssemos LOL
Mas é isso, elas palram imenso, a ver bonecos, na cama, no carro, a Vi então “palra pelos cotovelos” :)
No fim de ano, o papá trabalhou até à meia-noite (e meia porque o colega chegou só a essa hora) e… nós não podíamos deixá-lo sozinho na passagem do ano, por isso foi assim que correu o ultimo dia do ano. As meninas foram para a escolinha e a mamã foi trabalhar, no final da tarde a mama foi buscar as meninas para ir dar beijinho de bom ano aos avós maternos e depois casinha. Entre banhos e sopinhas dadas a mama foi adiantando o jantar (que só seria consumido depois da meia noite, a dois!!!) e pelas 23 horas pegou nas pinipons e lá fomos ter com o papá ao trabalho dele.
O papá é lindo já só por si, mas quando se põe de fatinho e gravatinha, a mamã tem que se segurar LOL, esposa orgulhosa deste lado… pois que no trabalho o papá quase sempre anda de fatinho e a mamã gosta muito hehe, bem, rambling um bocado LOL, como dizia, chegámos lá ao trabalho do papá e estavam lá a avó Binha e a mana Nana que iam para a rambóia mas tiveram que ir dar beijinho de Bom Ano e lá estivemos até elas irem ter com o tio João Luis na “disconight” e a meia-noite foi passada a 4, se bem que a Pan estava a nanar, mas a Vi quis ficar acordadinha (meia febril coitadinha) com o papá e a mamã, champanhes e minuins (sim porque nem um nem outro gosta de passas e por isso instituímos nova tradição familiar LOL) e passou o ano.
De volta a casa pela uma da manhã jantámos, e todos a dormir :)

Um bom ano novo a todos e beijinhos do clã aqui deste lado.